Cultura | 22-02-2013 19:47

Filme Eclipse em Portugal vai ser rodado em Santarém

Filme Eclipse em Portugal vai ser rodado em Santarém
A história veridica de um filho que matou os pais a pedido da namorada é o mote para a longa-metragem “Eclipse em Portugal” de Alexandre Cebrian Valente que começa a ser rodada em Santarém no dia 1 de Março. A conferência de imprensa de apresentação do filme decorreu ao final da tarde desta sexta-feira, 22 de Fevereiro, no Convento de São Francisco, em Santarém, e contou com a presença de vários actores.Fernanda Serrano, Sofia Ribeiro, Sandra Cóias, Pedro Fernandes, FF são alguns dos actores que participam na longa-metragem cujas filmagens vão durar cerca de um mês. O filme será lançado em Outubro. Vão estar cerca de sete dezenas de pessoas envolvidas na rodagem e 164 figurantes. Alexandre Cebrian Valente garante que vai haver algumas surpresas com a participação no filme de pessoas de Santarém.Cebrian tem consciência que este projecto nasceu numa altura economicamente conturbada mas garante que os artistas e realizadores devem fazer qualquer coisa pelo bem da cultura. Ricardo Gama, músico natural de Santarém e estudante do Conservatório de Música de Santarém, é o responsável da banda sonora do filme.Alexandre Cebrian Valente iniciou a carreira cinematográfica em 1990 e assinou trabalhos para cinema e televisão, como realizador e produtor, entre os quais “Corrupção”, “Second Life” e “O Crime do Padre Amaro”, de 2005, o filme português mais visto, quando da exibição em sala, com os seus 380 mil espectadores, conforme os números do Instituto do Cinema e do Audiovisual, coligidos desde 2004.

Mais Notícias

    A carregar...
    Caipirinhas para todos os gostos
    Foto do Dia
    As caipirinhas são a aposta há oito anos da van food “Caipi Joca’s”, de Carlos Travessa, um dos presentes na 4.ª edição do Festival Reverence que decorreu nos dias 8 e 9 de Setembro, pela primeira vez, na Ribeira de Santarém. A residir em Salvaterra de Magos, o empreendedor de 38 anos começou o negócio juntamente a sua sócia, Josélia Godinho, de 33 anos, depois de ter tido muito sucesso com o seu bar exclusivo de caipirinhas nas festas de Salvaterra de Magos. O nome surgiu de uma junção de “Caipi” (caipirinhas), “Jo” (Josélia) e “Ca” (Carlos). Entre as várias caipirinhas à disposição, a que está no topo das preferências é a tradicional com cachaça.
    Foto do Dia | 22-09-2017

    Edição Semanal

    Edição nº 1317
    21-09-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1317
    20-09-2017
    Capa Médio Tejo