Cultura | 15-10-2013 00:39

Vila Franca prestou homenagem ao escritor Júlio Graça

A leitura de poemas e um concurso de poesia marcaram a homenagem ao escritor neo-realista de Vila Franca de Xira, Júlio Graça. A iniciativa decorreu no auditório da junta de freguesia. Foram declamados poemas do escritor para uma plateia de três dezenas de pessoas e seguiu-se a primeira dos prémios de poesia com o nome do escritor, que teve a participação de 58 concorrentes em três categorias. Renato Valadeiro venceu as categorias "Quadra" e "Poema", enquanto João Francisco da Silva arrecadou o prémio na categoria "Soneto". O júri foi constituído por Anabela Ferreira, Celeste Silveira e Helena Matos. Os prémios foram livros de escritores locais assim como do próprio Júlio Graça.A homenagem contou ainda com uma canção interpretada pela fadista vila-franquense Amália Rodrigues. Nos discursos, o técnico cultural da Junta de Freguesia de Vila Franca, David Silva, lembrou a importância de Júlio Graça para o município. Enquanto presidente da Associação Cultural Palavra Cantada, Maria Gomes, salientou o empenho em difundir a poesia por parte da colectividade. Júlio Graça faleceu em 2006 e viveu a maior parte da sua vida em Alhandra. Escreveu livros de poesia como "Lezíria" e "Banquete Deserdado" e contribui significativamente para a construção do Museu de Alhandra - Doutor Sousa Martins. A Palavra Cantada é uma associação formada em Dezembro de 2012 e que já tem 25 associados, além dos 16 membros que ocupam cargos directivos. "Uma associação pequena mas que quer arriscar para ser grande" conclui Maria Gomes.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo