Cultura | 07-03-2017 00:02

Exposição “Porque Somos Como Somos”

Mostra decorre no Centro de Ciência Viva do Alviela.

A exposição “Porque Somos Como Somos? – A evoluir há 4.570 milhões de anos”, produzida em consórcio por quatro Centros Ciência Viva, vai estar no CCV do Alviela, no concelho de Alcanena, a partir desta quarta-feira, 8 de Março.

A exposição explica a evolução sob o ponto de vista de várias áreas do conhecimento científico, como a Física, a Química ou a Matemática, procurando responder a questões como “quem somos, de onde vimos e onde estaremos daqui a alguns milhões de anos”, bem como compreender a diversidade e como as mudanças e transformações nos seres vivos ao longo do tempo dão origem a espécies novas, afirma uma nota de divulgação.

Além da colaboração dos CCV do Alviela, de Bragança, de Estremoz e de Proença-a-Nova, a exposição contou com a parceria de instituições de ensino superior e é apoiada pela Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica.

Mais Notícias

    A carregar...
    Dançarinas ribatejanas entre as melhores da Europa
    Foto do Dia
    As atletas do Coreo Dance Project, de Benavente, e da ODAC - Oficina de Artes de Coruche alcançaram o quarto lugar na grande final europeia de dança, realizada no Palácio de Congressos de Paris. As atletas têm entre os 7 e os 24 anos e para a responsável do grupo, Marta Salsinha, foi “uma experiência incrível” poder competir com os maiores e melhores bailarinos e coreógrafos da Europa. Uma prestação que deixa orgulhosos os atletas mas também as localidades de Benavente e Coruche. Na comitiva, além dos 25 bailarinos, seguiram também pais e amigos dos atletas. Entretanto, Marta Salsinha está entre os oito nomeados para a categoria de melhor coreógrafo de estilo livre e contemporâneo de 2017, nos Prémios Internacionais Duende que distinguem o que de melhor se faz na dança em Portugal, Espanha, Gibraltar e França.
    Foto do Dia | 24-09-2017

    Edição Semanal

    Edição nº 1317
    21-09-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1317
    20-09-2017
    Capa Médio Tejo