Cultura | 30-09-2017 23:10

Arte sai às ruas na Bienal de Coruche

Arte sai às ruas na Bienal de Coruche

Um pescador envolvido em cortiça, peixes que passam debaixo de uma ponte colorida ou um toiro que encontra uma máquina são alguns dos nove projectos a concurso.

Um pescador envolvido em cortiça, peixes que passam debaixo de uma ponte colorida ou um toiro que encontra uma máquina são alguns dos nove projectos a concurso que se pode encontrar em mais uma edição da “Bienal de Coruche – Percursos com Arte” que decorre até 15 de Outubro.

A inauguração decorreu no sábado, 30 de Setembro, seguido da entrega do Prémio “Distinção Bienal de Coruche - Percursos com Arte” ao artista Thierry Ferreira com “Cubic”. O artista escalabitano João Maria Ferreira com “O pescador” e o Atelier Ancar com “Da força de ti” receberam ainda uma menção honrosa.

Tal como nas edições anteriores, a iniciativa “Envolvências Locais” mobilizou a população do concelho, desta vez a fazer quatro centenas de peças em forma de peixe. O projecto intitulado “Entre Pontes”, que este ano teve como tema o rio Sorraia e a pesca, envolveu mais de oito centenas de pessoas e três dezenas de instituições do concelho com idades desde o 0 aos 86 anos.

Desde pintura de arte urbana com o artista plástico Francisco Camilo, “Mercados das Artes”, um momento showcooking com um Coruja Chef, o workshop “Da planta à corda: fabrico artesanal de corda de pita” com Ricardo Guerreiro, realizador e fotógrafo, a uma palestra sobre fotografia “Selvagem e doméstico” por Ricardo Guerreiro, nada vai faltar a esta Bienal que já vai na sua terceira edição.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo