Cultura | 26-09-2018 07:41

"Caminhos da Pedra" leva 50 espectáculos a sete concelhos do Médio Tejo

Iniciativa inclui espectáculos de música, teatro, dança, teatro de rua, circo contemporâneo, histórias e percursos artísticos inspirados nos caminhos e nas estradas da região.

Sete concelhos do Médio Tejo vão receber, em dois fins de semana de Outubro (nos dias 12 a 14 e de 18 a 21), mais de 50 espectáculos gratuitos, no terceiro momento da programação cultural em rede “Caminhos”.

Lula Pena, Marta Pereira da Costa, Cristina Branco, Norberto Lobo, Miguel Castro Caldas, a Companhia Instável e a Mandrágora, assim como os grupos Maduixa, de Espanha, e Yann Lheureux, de França, são alguns dos nomes anunciados.

Os “Caminhos da Pedra” concluem a programação anual do projecto, que tem outros dois momentos - em Abril, dedicado aos “Caminhos do Ferro” e, em Julho, sob a temática dos “Caminhos da Água” -, envolvendo desta feita os concelhos do Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha (todos do distrito de Santarém).

Com financiamento comunitário por três anos, o programa, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT) e pelos 13 municípios integrantes desde 2017, inclui espectáculos de música, teatro, dança, teatro de rua, circo contemporâneo, histórias e percursos artísticos, sendo este terceiro momento inspirado nos caminhos e nas estradas da região.

Entre os espectáculos de música agendados, contam-se as apresentações de Lula Pena e de Marta Pereira da Costa, em Tomar, nos dias 12 e 14, respetivamente, dos LST – Lisboa String Trio no Entroncamento (dia 12), de Cristina Branco em Ourém (dia 21), de Norberto Lobo em Torres Novas (dia 20), de La Negra no Sardoal (dia 19), Senza no Sardoal (dia 21) e do projecto comunitário Voz à Solta, que “junta as gentes de Ourém (dia 20) e Vila Nova da Barquinha (dia 21) numa 'Marcha de Almas'”.

No teatro, a Companhia Instável apresenta “Catabrisa” no Sardoal (dias 12 e 13), de Crassh atua em Ferreira do Zêzere (dia 13), Miguel Castro Caldas leva “Se eu vivesse, tu morrias” a Torres Novas (dia 18) e Mandrágora “Aurora” em Ferreira do Zêzere (dia 20).

No âmbito do teatro de rua, Tomar e Entroncamento vão assistir a “Mulier”, da companhia espanhola Maduixa (nos dias 13 e 14, respectivamente), decorrendo a estreia nacional de “Flagrant Délire”, da companhia francesa Yann Lheureux no Entroncamento (dia 13).

Há ainda “Bestiário à Solta”, com “Histórias do Bestiário Tradicional Português”, no Entroncamento, em Ferreira do Zêzere e em Tomar, nos dias 12, 13 e 14.

As propostas de circo contemporâneo “Gigante”, de La Pequeña Victoria Cen, e “SAVAR A.M.”, de Erva Daninha, serão apresentadas, respectivamente, em Ferreira do Zêzere e Vila Nova da Barquinha (dia 19) e Ourém (dia 20) e Ourém (dia 19) e Torres Novas (dia 20).

Quatro artistas vão desafiar o público a percorrer percursos que criaram em Tomar – “Iria”, percurso sonoro, de Tiago Correia -, Sardoal – “Pedra a Pedra”, de Ana Bento -, Ourém – “De mapa na mão”, de BURILAR – e Torres Novas – “Andão mortos por sima dos vivos”, de Francisco Goulão.

A CIMT sublinha que a programação do "Caminhos do Médio Tejo", de acesso gratuito, acompanha as linhas ferroviárias (Caminhos do Ferro) em Abril, segue os cursos dos rios (Caminhos da Água) em Julho e percorre as estradas (Caminhos da Pedra) em Outubro, “colocando os recursos e espaços naturais ao serviço das comunidades” e promovendo “encontros dos artistas com as comunidades, dos residentes com os vizinhos ou com outros visitantes, da arte com o entretenimento e da cultura com a paisagem natural”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo