Desporto | 27-01-2005 12:56

Pancadaria futebolística

O Campo Chã das Padeiras, em Santarém, foi palco este domingo de cenas de autêntica selvajaria que envolveram adeptos da equipa local e do Amiense, e que originaram vários feridos. Murros, pontapés, empurrões e até agressões à polícia foram algumas das cenas tristes que ocorreram nas bancadas e que em nada beneficiam a já tão degradada imagem do futebol.Dentro das quatro linhas as duas equipas defrontavam-se num jogo a contar para a primeira jornada da segunda volta do Campeonato Distrital da Primeira Divisão. Estavam decorridos cerca de dez minutos da segunda parte, o União de Santarém vencia por uma bola a zero quando, sem se perceber bem porquê, pelo menos para quem estava com os olhos postos no jogo, alguns adeptos do Amiense entraram na zona onde estava a claque Ultras UDS, afecta à equipa da casa e composta, na sua maioria, por miúdos entre os 14 e os 18 anos.De um momento para o outro, começaram os empurrões, que rapidamente passaram a murros e a pontapés. A maior parte dos elementos da claque escalabitana conseguiu saltar o muro lateral da bancada e fugir do local, mas os que não tiveram essa sorte foram agredidos violentamente por adeptos do Amiense, que apesar do jogo se realizar em Santarém estavam em maior número.Ao aperceberem-se da gravidade das agressões jogadores de ambas as equipas e vários adeptos do Amiense tentaram serenar os ânimos, mas as agressões continuaram e a polícia foi obrigada a saltar o muro e entrar na bancada para tentar acabar com a pancadaria.Mas nem assim. Vários adeptos do Amiense cercaram os polícias, tendo um agente da PSP, que entretanto tentara puxar do cacetete e fora agredido, utilizado gás pimenta, o que exaltou ainda mais os ânimos de alguns elementos afectos à equipa de Amiais de Baixo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo