Desporto | 19-04-2006 09:41

Seleccionador satisfeito com mini-estágio em Rio Maior

O seleccionador português de futebol sub-21, Agostinho Oliveira, mostrou-se satisfeito com o trabalho dos jogadores convocados para o mini-estágio que terminou hoje, em Rio Maior."Alguns destes jogadores não são daqueles que poderão fazer parte do Campeonato da Europa de sub-21 em Portugal" mas "foi agradável ver a forma como se entregaram à luta e se empenharam", disse Agostinho Oliveira à Agência Lusa."Dá uma certa satisfação porque, para além do empenho, este grupo demonstrou a qualidade que possui", afirmou o seleccionador, referindo-se à presença de jogadores mais novos que costumam competir nos escalões mais novos.Este foi o último mini-estágio da selecção para o qual foram convocados jogadores que não fazem parte dos planos do seleccionador para o Europeu da categoria, que tem início a 23 de Maio.A equipa irá concentrar-se em Melgaço logo após o final dos campeonatos profissionais de futebol, estando prevista uma lista inicial que só será completa com os jogadores que participarem na final da Taça de Portugal.Desse lote, caberá a Agostinho Oliveira a decisão final sobre os 22 eleitos convocados para os jogos do Europeu de "Esperanças", que tem início a 23 de Maio.Outra das dúvidas é a presença de Ricardo Quaresma, um dos nomes que poderá integrar a lista de Scolari para a selecção principal no Mundial Alemanha2006.Caso o seleccionador da equipa sénior entenda convocar o extremo do FC Porto, Agostinho Oliveira não o irá chamar, uma situação que será provável, até porque o jogador não tem integrado alguns dos mini-estágios da equipa em Rio Maior.No entanto, Agostinho Oliveira recusa falar nos nomes que poderão ser convocados por Luiz Felipe Scolari, embora reconheça que essa questão é uma "condicionante" na escolha dos atletas que irão competir nas "Esperanças".Além disso, existem os riscos de lesões de final de época, alertou Agostinho Oliveira, remetendo para os dias antes da prova o anúncio do lote final de convocados.Exemplo desta preocupação foi o que sucedeu com o defesa José Gonçalves, que se lesionou no fim-de-semana na Escócia e ficará afastado durante dois meses da competição e consequentemente do Europeu, acrescentou o seleccionador."Nesta fase final da época costumam acontecer muitos casos e temos de estar preparados para isso", explicou.O dia de hoje marca também um período de experiências do seleccionador com jogadores mais novos que poderão integrar as contas da selecção no Europeu de "Esperanças" do próximo ano e que Agostinho Oliveira quer preparar desde já.O facto de os jogos de qualificação decorrerem em Setembro e Outubro de 2006 encurtou o plano de preparação habitual para uma prova deste género pelo que o seleccionador começou a chamar alguns desses jogadores para "viverem o espírito da selecção o mais cedo possível".O mini-estágio foi composto por três treinos e algumas palestras intermédias que serviram para reforçar o espírito de grupo e ajudar à integração dos jogadores mais novos.A concentração foi marcada pela ausência de muitos jogadores que são habituais titulares nos seus clubes e que deverão ter presença na lista para o Europeu.No entanto, a sua presença em Rio Maior só os iria "cansar mais" não trazendo nenhum benefício ao grupo de trabalho nem aos atletas, justificou ainda Agostinho Oliveira.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo