Desporto | 11-03-2008 09:16

XIII Jamboree Nacional de Basquetebol Páscoa 2008

Durante as próximas Férias Escolares da Páscoa, 14 a 21 de Março, Minde vai ser palco da organização do XIII Jamboree Nacional de Basquetebol, prova que é considerada a “jóia da coroa” dos eventos organizados pela Federação Portuguesa de Basquetebol/Comité Nacional de Minibásquete, este ano a iniciativa conta com a colaboração do Vitoria Futebol Clube Mindense (VFCM). O evento vai contar ainda com o apoio da Câmara Municipal de Alcanena, Junta de Freguesia de Minde, e Centro de Bem-Estar Social de Minde. O termo Jamboree significa na sua essência “reunião de jovens”. Nesta perspectiva vão ser acolhidos em Minde muitos jovens com idades compreendidas entre os 10 e 13 anos (cerca de 70) oriundos de todo o país, que têm como ponto comum o gosto pela prática de basquetebol, proporcionando assim uma semana de sã convivência aprendizagem e distracção. O enquadramento do Jamboree vai ser efectuado pelo director do Jamboree Cte, San Payo Araújo da FPB/CNMB e o responsável pelo apoio logístico é Rui Santos da Câmara Municipal de Alcanena. As actividades desportivas serão efectuadas no Pavilhão Gimnodesportivo –Zona desportiva VFCM, e uma actividade ao ar livre nos Olhos de Água, em Alcanena. A dormida e as refeições das várias comitivas serão no CBESM- Centro Bem Estar e Social de Minde.A organização deseja que tudo corra pelo melhor, quer a nível desportivo, quer a nível social, por isso apela à população de Minde que acolha os visitantes com a simpatia que lhe é característica e que não deixe de assistir aos jogos demonstrando assim que está sempre receptiva a todos os eventos de todas as modalidades

Mais Notícias

    A carregar...
    Caipirinhas para todos os gostos
    Foto do Dia
    As caipirinhas são a aposta há oito anos da van food “Caipi Joca’s”, de Carlos Travessa, um dos presentes na 4.ª edição do Festival Reverence que decorreu nos dias 8 e 9 de Setembro, pela primeira vez, na Ribeira de Santarém. A residir em Salvaterra de Magos, o empreendedor de 38 anos começou o negócio juntamente a sua sócia, Josélia Godinho, de 33 anos, depois de ter tido muito sucesso com o seu bar exclusivo de caipirinhas nas festas de Salvaterra de Magos. O nome surgiu de uma junção de “Caipi” (caipirinhas), “Jo” (Josélia) e “Ca” (Carlos). Entre as várias caipirinhas à disposição, a que está no topo das preferências é a tradicional com cachaça.
    Foto do Dia | 22-09-2017

    Edição Semanal

    Edição nº 1317
    21-09-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1317
    20-09-2017
    Capa Médio Tejo