Desporto | 10-01-2010 18:10

Jogadores do carregado protestaram ausência de treinador no banco

Os jogadores e equipa técnica do Carregado declinaram prestar declarações após a derrota este domingo frente ao Beira-Mar (2-0), em protesto por a Associação Nacional de Treinadores não ter aceite o contrato do treinador Eloi Zeferino. O responsável técnico não tem o curso de III nível e por isso não pôde sentar-se no banco. No banco de suplentes do clube do concelho de Alenquer, sentaram-se os jogadores suplentes, o massagista Humberto Rodrigues e o delegado Joaquim Andrade. Na sala de imprensa, os esclarecimentos estiveram a cargo do director-geral do Carregado, Fernando Rosa. "Nós tentamos inscrever o Eloi até 6ª feira, mas a Associação Nacional de Treinadores não o permitiu. O argumento é que o treinador não tem o curso de nível III, embora a lei diga que temos 15 dias para resolver a situação. O senhor presidente da ANTF, José Pereira, não homologou o contrato e não tivemos ninguém no banco", explicou.O clube vai resolver a situação com a inclusão de um quarto elemento na equipa técnica, com o curso de terceiro nível.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo