Desporto | 08-09-2010 07:11

Sócios aprovam fecho União Desportiva de Rio Maior

Os sócios da União Desportiva (UD) de Rio Maior aprovaram na noite de 7 de Setembro, por unanimidade, a entrega de “todo o espólio do clube” à Câmara Municipal local, interrompendo a actividade do emblema da “Cidade do Desporto”.Constatando que “não foi apresentada qualquer proposta que permita a inscrição da equipa de futebol sénior na época 2010/11 e a impossibilidade de serem eleitos, nesta assembleia-geral, novos corpos sociais”, determinou-se que “seja entregue à guarda da Câmara Municipal de Rio Maior todo o espólio da UD de Rio Maior”, refere a deliberação aprovada, por duas dezenas de associados.A contas com uma grave crise e gerido por uma comissão administrativa demissionária, o clube, cujo passivo atinge cerca de 93 mil euros, em grande parte de dividas às Finanças, viu-se impossibilitado de inscrever equipas de juniores e seniores, acarretando, por isso, uma suspensão de dois anos das competições.Com 532 sócios inscritos, a UD Rio Maior - que sucedeu, desde 25 de Abril de 1976, ao Clube de Futebol “Os Mineiros”, emblema fundado a 01 de Setembro de 1946 - suspendeu a sua acção “até que, segundo os estatutos vigentes, seja realizada nova assembleia-geral e eleitos novos corpos sociais”.Em 2008/2009, o clube enfrentou várias dificuldades, apesar de disputar a subida à II Divisão nacional, com um protesto dos jogadores devido a ordenados em atraso.O clube conseguiu evitar a descida, recorrendo aos juniores, mas, em 2009/10, abdicou da presença nas competições nacionais seniores.No total dos 64 anos de actividade, entre “Os Mineiros” e a UD Rio Maior, o clube disputou por quatro vezes o campeonato nacional da II Divisão, uma delas (1981/82) sob o comando de Jesualdo Ferreira, e militou em 16 ocasiões no terceiro escalão.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo