Desporto | 07-12-2010 06:46

Delegação regional do Instituto do Desporto está há três meses sem director

A Direcção Regional de Lisboa e Vale do Tejo do Instituto do Desporto de Portugal (IDP) está há mais de três meses sem director. O anterior director regional, António Moreira, saiu do cargo por razões pessoais em 1 de Setembro deste ano e ninguém foi nomeado para o substituir. Para um antigo director desta estrutura, Luís Guedes, o que se está a passar é a prova de que o desporto é uma área cada vez mais com menos importância para os governantes, apesar de considerar que se houver vontade há muita coisa que pode ser feita nessa área. António Moreira, que saiu do IDP para ir dar aulas na Escola Superior de Desporto de Rio Maior, cidade onde está instalada a delegação regional, uma das maiores do país, apenas confirma a falta de um dirigente na estrutura. Uma situação caricata, uma vez que há três anos, com a nomeação de António Moreira, foi decidido transferir a delegação de Santarém para Rio Maior, por ser a cidade do desporto, com um moderno centro de estágio e uma escola superior, e foi-lhe dada uma maior área de abrangência. Luís Guedes considera que perante estas circunstâncias e a retirada de competências à estrutura desconcentrada se calhar não faz sentido mantê-la em funcionamento, uma vez que assim apenas tem tarefas meramente burocráticas. NOTÍCIA DESENVOLVIDA NA EDIÇÃO SEMANAL EM PAPEL NA QUINTA-FEIRA

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo