Desporto | 26-12-2013 11:15

Guarda-redes Nuno Carrapato regressou a Almeirim para matar saudades

Guarda-redes Nuno Carrapato regressou a Almeirim para matar saudades
Nuno Carrapato nasceu em Almeirim há 37 anos, de onde saiu há uma década e meia para consolidar o seu sonho de infância: ser guarda-redes num grande do futebol português. Em 2003 naquela que era a sua época de afirmação na Superliga, uma lesão nos ligamentos cruzados e no menisco do joelho esquerdo tirou-lhe a titularidade no Nacional da Madeira e comprometeu o sonho de jogar no Euro 2004. Este ano voltou a Almeirim para matar saudades e faz o gosto ao pé jogando na Associação Desportiva Fazendense.Numa entrevista na edição em papel de O MIRANTE, Carrapato diz que acredita que a Câmara de Almeirim vai continuar a apostar no desporto. E sublinha que “Almeirim merece e que as pessoas da cidade têm que procurar ajudar a conseguir, que é colocar um clube de futebol pelo menos na segunda divisão nacional. O União de Almeirim está no caminho certo para lá chegar. Mas também não nos podemos esquecer do Fazendense, que é um clube do concelho, dirigido por pessoas muito experientes e tem condições para poder chegar a esse patamar”. “Voltei para matar saudades e para passar uns meses junto da minha família, mas a minha vida vai ser na Madeira. Apareceu o Fazendense, que me deu algumas condições, e ainda quero continuar a jogar durante mais algum tempo. Foi assim que resolvi ficar, estou a ajudar dois clubes do meu concelho”, refere o jogador na entrevista.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo