Desporto | 06-11-2016 00:02

Uma família de referência no automobilismo

Uma família de referência no automobilismo
ABRANTES

Patriarca António iniciou o percurso de êxitos, continuado pelo filho Vítor e agora consolidado pelo neto António.

Em Abrantes há uma família de campeões nacionais de automobilismo que vai já na terceira geração. "É a única no país", diz António Santinho Mendes, o patriarca, hoje com 74 anos. Foi ele quem iniciou esta senda vitoriosa no mundo automóvel ao sagrar-se campeão nacional de ralis pela primeira vez em 1979. Façanha que repetiu por sete vezes. Participou em centenas de provas em Portugal e no estrangeiro, entre elas a prova rainha do todo-o-terreno, o Paris-Dakar.

O seu filho Vítor Hugo, também foi campeão nacional de autocross, mas neste momento abdicou da competição para se dedicar exclusivamente à carreira do filho, António, que herdou o nome e a perícia do avô e já foi bicampeão nacional de rali-cross e vencedor da Taça de Portugal na categoria de iniciados, com apenas 15 anos de idade.

Vítor Hugo conta a O MIRANTE que transformou a carreira do seu filho num passatempo envolvente. "Dedico todo o meu tempo livre para que o António tenha todas as condições para, em primeiro lugar, divertir-se e depois para se formar enquanto homem. Se os resultados aparecerem é a cereja no topo do bolo", afirma.

* Entrevista completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo