Desporto | 18-11-2016 17:40

Nersant organiza Missão Empresarial ao Canadá

Viagem decorre em Dezembro.

A Nersant - Associação Empresarial da Região de Santarém promoveu no dia 9 de Novembro em Torres Novas uma sessão de esclarecimentos, destinada a empresas da região, para dar a conhecer as particularidades e oportunidades do mercado canadiano, que tem 38 milhões de habitantes. Foram destacados os sectores da construção civil e do agroalimentar como dos mais promissores para os empresários portugueses apostarem.

O encontro surge enquadrado na preparação da Missão Empresarial ao Canadá, que terá lugar de 4 a 8 de Dezembro organizada pela Nersant. A missão, centrada na cidade de Toronto, foi apresentada pela associação neste momento em que as oportunidades para os produtos portugueses aumentam substancialmente. Nessa viagem à América do Norte, as empresas participantes vão ter oportunidade de contactar com entidades e reunir com empresas potenciais parceiras, clientes ou fornecedores, num programa totalmente preparado pela Nersant de acordo com o objectivo de cada empresa participante.

Também a forte presença lusa em território canadiano - a comunidade portuguesa terá cerca de um milhão de pessoas e é a sexta maior do país - é apontada como uma oportunidade para as empresas portuguesas.

Recorde-se que, após longa negociação, foi assinado em Bruxelas no dia 30 de Outubro o acordo CETA (Comprehensive Economic and Trade Agreement), que representa mais um passo para conseguir a supressão dos direitos aduaneiros nas trocas que são feitas entre a União Europeia e o Canadá.

As premissas deste acordo, que ainda vai ter de ser ratificado pelos 28 países aderentes, foram explicadas em directo de Toronto, pelo delegado da AICEP no Canadá, Raúl Travado, que conferenciou e respondeu às questões dos participantes nesta sessão via Skype. "O CETA reduz as taxas aduaneiras para um grande número de produtos e uniformiza normas para favorecer intercâmbios e para mudar profundamente as relações comerciais entre o Canadá e a UE. As empresas portuguesas podem economizar mais de 500 milhões de euros por ano em impostos e aumentar a sua quota de acesso a concursos públicos no Canadá, em mercados como as telecomunicações, energia e transportes", fez saber o responsável da AICEP naquele país.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo