Desporto | 02-01-2017 09:30

Jovem campeão de Tomar não vê futuro na natação

Tem 11 anos dedicados à natação e nos últimos tempos tem conseguido atingir pódios nacionais, principalmente na vertente de costas.

A seis meses de atingir a maioridade, Afonso Rosa, 17 anos, mostra-se céptico quanto à modalidade que pratica: "A natação em Portugal não tem futuro", refere. "Este ano foram dois atletas aos Olímpicos e eu até gostava de ir mas acho que não para viver da natação apesar de querer continuar a praticar", sustenta o jovem que tem nos pais o suporte financeiro para o desporto.


Natural de São Pedro de Tomar, Afonso Rosa está no 11.º ano na Escola Secundária Jácome Ratton a tirar o curso de Técnico de Apoio à Gestão Desportiva. O nadador sagrou-se campeão nacional de natação pelo Clube de Natação de Torres Novas (CNTN) em 50 e 100 metros costas, numa prova que se realizou entre os dias 9 e 11 de Dezembro na Madeira.


Nos seus horizontes está exercer uma profissão ligada ao desporto, como professor ou treinador pessoal, mas Afonso não descarta a possibilidade de seguir o ramo militar: "A Marinha sempre me fascinou porque desde pequeno que vejo filmes sobre o tema mas ainda tenho um ano para decidir", acrescenta.


O pai de Afonso Rosa pertenceu à direcção da Associação de Natação do Distrito de Santarém (ANDS) e desde de pequeno que o influenciou. "Comecei a ir com ele para a piscina, depois ele inscreveu-me em aulas de natação e as coisas foram desenrolando-se", conta o jovem.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo