Desporto | 10-10-2017 09:12

Treinador do Ouriense acusado de dar cabeçada em jogador do Mação declara-se inocente

Treinador do Ouriense acusado de dar cabeçada em jogador do Mação declara-se inocente

O MIRANTE sabe que a equipa de arbitragem não reportou qualquer situação anómala e a PSP de Ourém também não foi chamada para identificar ninguém.

O treinador da equipa sénior de futebol do Ouriense, Mário Nelson, é acusado de ter agredido um futebolista do Mação, no dia 5 de Outubro, em jogo entre as duas equipas para a Taça do Ribatejo, mas o técnico contactado por O MIRANTE recusa as acusações.

"É tudo completamente falso. Até as declarações do nosso presidente foram deturpadas", diz Mário Nelson a O MIRANTE, não querendo prestar mais declarações, acrescentou que, "o clube é que vai reagir. Não posso reagir a algo que não fiz".

Em comunicado publicado na página oficial do Mação no Facebook, o clube escreveu que "Bruno Lemos foi agredido à cabeçada pelo treinador do Ouriense, Mário Nelson, sem que nada o fizesse prever, quando se dirigia ao balneário após o aquecimento inicial para o jogo", em situação que, afirmam, é "inadmissível no desporto, desprezível para quem vive o futebol distrital".

“Consideramos que esta lamentável actuação por parte do treinador do Ouriense, Mário Nelson, é uma falta de respeito para com a nossa instituição, para com os nossos jogadores, mas principalmente para com o clube que representa, para com a sua direcção e para com os seus jogadores", prossegue o clube maçaense, acrescentando esperar por parte do técnico, "no mínimo, um pedido de desculpas".

E foi o que o presidente do Ouriense fez quando disse "lamentar a situação, que se passou dentro das instalações do clube", assegurando "não saber o que motivou" a alegada agressão, nem a ter presenciado, tendo, no entanto, afirmado ter apresentado "de imediato um pedido de desculpas ao presidente" do clube de Mação.

Mas no comunicado veio o Clube Atlético Ouriense, "repudiar todo o ruído que tem sido feito após um suposto caso, ocorrido no nosso campo de jogos, no pretérito dia cinco de Outubro, no qual a nossa equipa sénior masculina defrontou a A.D. Mação, em jogo a contar para a Taça do Ribatejo".

E segue com a explicação. "Na verdade, o presidente não presenciou o aludido incidente e limitou-se, acreditando na bondade das palavras do seu homólogo de Mação, a pedir desculpa na eventualidade de corresponder à verdade o que lhe fora contado. Como se depreende, esta atitude não tem nada a ver com uma assunção de culpa, tanto mais que não há evidências da ocorrência de qualquer ato anormal", lê-se.

A direcção do clube assegura que vai apurar o que realmente aconteceu para poder formar uma opinião abalizada sobre o sucedido. Até lá demonstra a sua "incondicional solidariedade para com o treinador Mário Nelson".

O MIRANTE sabe que a equipa de arbitragem não reportou qualquer situação anómala e a PSP de Ourém também não foi chamada para identificar ninguém. A Associação de Futebol de Santarém vai abrir um inquérito para se apurar o que se passou, dadas as proporções que o caso tomou.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Médio Tejo