Desporto | 17-10-2017 17:24

Voar baixinho sobre a água

Voar baixinho sobre a água

Bruno Bértolo tem 47 anos e soma títulos nacionais em windsurf.

É a sensação de velocidade “incrível”, obtida através do vento e sem recurso a qualquer motor, juntamente com o silêncio, que cativou Bruno Bértolo para a prática do windsurf, uma modalidade olímpica praticada com uma prancha idêntica à do surf mas com uma vela que pode ultrapassar, em alguns casos, os onze metros de altura.


A ideia é, literalmente, planar sobre a água em velocidades que, num dia de vento forte, podem rondar os 60 quilómetros por hora. E Bruno Bértolo sabe, como ninguém, fazer isso. Nos últimos dois anos foi o campeão nacional da vertente slalom, títulos que soma a outros já no palmarés, como o título de campeão europeu e mundial no seu escalão, obtido em 2006 na Coreia do Sul. Nesse ano, Alhandra homenageou-o com o galardão de cidadão de mérito.


Mas Bruno não se vê como uma pessoa especial ou diferente. Aos 47 anos ainda se sente com força para praticar uma modalidade que obriga a força, determinação e coragem. Ainda treina no rio Tejo várias vezes por semana mas apenas quando o vento lhe permite. As recentes vagas de peixes mortos que estão a dar à costa é que o desmoralizam.


Notícia completa na próxima edição semanal de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo