Economia | 02-03-2006 10:49

Agromais diz que cultura de milho transgénico é um erro

O director geral do entreposto agrícola Agromais, com sede na Golegã, aproveitou um encontro com agricultores para os alertar para a dificuldade de comercialização do milho geneticamente modificado. O que, na óptica de Jorge Durão Neves, torna a cultura pouco rentável: “Se nós não o conseguimos vender, também não o queremos para nós, por isso não vale a pena apostarem nesse sector. É um erro que vos pode sair caro”.Durante o encontro, que no dia 22 de Fevereiro juntou mais de 300 agricultores na Golegã, o mesmo responsável apelou à mudança de mentalidades dos agricultores, no sentido de contrariar a crise que atravessa o sector. O presidente da Agromais, entidade organizadora do encontro, catalogou os agricultores ribatejanos como os melhores do país, no entanto, ressalvou a sua inércia quanto à necessidade de alterar a forma de estar na agricultura.Luís Vasconcellos e Souza defende que a confiança dos portugueses em geral está em baixa e que isso justifica a resistência dos agricultores à mudança: “A mudança pressupõe uma autoconfiança que neste momento não existe. As pessoas estão um bocadinho adormecidas e descrentes. Por outro lado, os agricultores são avessos ao risco, porque a própria actividade já tem um risco inerente maior que qualquer outra”.O representante máximo da Agromais diz que a agricultura está a passar por duas crises, uma respeitante à crise intelectual dos próprios agricultores, e outra que se prende com a falta de respostas financeiras: “tivemos dois anos agrícolas muito maus e as tesourarias dos agricultores estão perdidas. Este é um ano de quinto quadro comunitário em que não se passa nada. Agora pensa-se no próximo e tenta-se perceber com que tropas podemos contar para a próxima batalha”, explica.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo