Economia | 01-05-2006 08:48

Trinta por cento do vinho do Ribatejo vai para o estrangeiro

Trinta por cento do vinho certificado do Ribatejo destina-se ao mercado da exportação. Um índice que só é ultrapassado pelo consagrado Vinho do Porto.

Os números foram deixados pelo secretário geral da Comissão Vitivinícola Regional do Ribatejo, João Silvestre, durante o seminário sobre “Papel dos vinhos do Cartaxo na marca Ribatejo”, que decorreu no sábado à tarde, 29 de Abril, no auditório municipal da Quinta das Pratas.João Silvestre assegura que em 2004 o mercado angolano se rendeu ao vinho do Ribatejo, a par do Brasil, países nórdicos, Alemanha e Canadá.A região do Ribatejo produz anualmente 80 milhões de litros de vinho. A sub-região vitivinícola do Cartaxo, que inclui também o concelho vizinho de Azambuja, produz anualmente 15 a 20 milhões de litros de vinho, equivalente a 21 por cento do total do vinho produzido na região. A sub-região abrange 4500 hectares de terra e conta com 14 produtores e uma adega cooperativa. A zona possui ainda o maior leque de castas autorizadas e recomendadas para produção. É o caso da trincadeira preta e da touriga nacional.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Vale Tejo