Economia | 08-02-2008 13:52

Empresa do Entroncamento vende cebola e batata on-line

A empresa Rute Rosário/Mediciu, de Alcanena, especializada na comercialização de cebolas, lançou esta semana um produto de venda exclusiva on-line, com entrega ao domicílio, com um sistema de acumulação de pontos para fidelizar e atrair novos clientes.Vítor Emanuel, responsável do marketing da Rute Rosário/Mediciu, empresa que se dedica à recepção e embalamento de cebola com sede em Alcanena, disse à agência Lusa que estão já disponíveis, no site da Mediciu, três packs que podem ser encomendados on-line com entrega, num prazo de 48 horas, "à porta do cliente, incluindo no canto mais recôndito de Portugal".A empresa propõe-se entregar em casa do cliente packs com um total de 20 quilos (um com mistura de diversos tipos de batata e cebola, com oferta de um saquinho de alhos, outro só de batatas e outro só de cebolas), embalados em caixas de cartão, que apenas podem ser encomendados on-line. A disponibilização do produto vem associada a um "programa de pontos Mediciu Clube", que permite ao cliente não só acumular pontos por cada encomenda que faça, como pelas feitas por amigos e conhecidos por si convidados a aderir, numa cadeia de três níveis de pontuação.Os pontos acumulados podem ser trocados ou por packs ou por produtos como casacos, consultas de imagem ou caixas prendas, havendo ainda 10 prémios a sortear entre os 12 melhores classificados a 31 de Dezembro de 2008, que vão de um cruzeiro de oito dias às Caraíbas, a viagens de quatro dias a cidades europeias ou no país, segundo a informação disponível no site.Vítor Emanuel disse à Lusa ser difícil ter uma expectativa quanto à venda deste produto - que estará com "preço especial de lançamento" até ao final do mês, com possibilidade de alargamento até ao fim de Março -, por se tratar de uma "novidade total"."Creio que somos pioneiros na venda on-line deste tipo de produto com entrega ao domicílio nesta dimensão", disse, afirmando que a distribuição será feita por uma empresa com sede em Barcelona que irá alargar o serviço a toda a Espanha a partir de Maio."O nosso objectivo é chegar ao fim do ano com 100.000 encomendas feitas, mas só teremos uma ideia do sucesso da iniciativa daqui a dois, três meses", afirmou.Na fase de "lançamento", o pack que inclui nove quilos de batata para fritar, oito de batata para cozer, dois de cebola para cozinhar, um de cebola doce para salada, com oferta de 250 gramas de alhos vai custar 13,90 euros.O pack com 10 quilos de batata especial para cozer e 10 quilos de batata especial para fritar custa 12,90 euros e o que contém 12 quilos de cebola especial para cozinhar mais seis quilos de cebola doce especial para salada e dois quilos de alhos, 19,90 euros. A Rute Rosário/Mediciu iniciou a sua actividade, há seis anos, com um capital social de 500 euros, tendo facturado 1,5 milhões de euros em 2005, 2,7 milhões em 2006 e 3,2 milhões em 2007, sendo objectivo chegar este ano aos 7 milhões de euros, lê-se no site, onde se anuncia que a empresa "não tem qualquer financiamento da Comunidade Europeia".No final do Verão passado, a empresa anunciou a venda de embalagens de cebola rica em ácido fólico para grávidas, o que provocou uma procura "inesperada", a ponto de esgotar em pouco mais de um mês o que previa vender em seis, afirmou Vítor Emanuel."A colheita desse tipo de cebola começa em Julho e este ano vamos apostar em mais quantidade e também no embalamento num pack especial", disse.A empresa, que tem também no seu site a oferta de "oportunidade de negócio para agricultores", propondo a contratação de produção de cebolas em Portugal e Espanha, em áreas mínimas de quatro hectares, com possibilidades de financiamento a 100 por cento e garantia de escoamento, quer elevar este ano a área de produção para 700 hectares.Vítor Emanuel lamenta que 95 por cento da área contratada e dos cerca de 110 agricultores que escoam a sua cebola através da Rute Rosário sejam espanhóis. A empresa tem em processo de licenciamento na Câmara Municipal do Entroncamento o projecto de construção de uma fábrica de descasque, embalamento e armazéns para conservação com uma área de 12.000 metros quadrados que quer inaugurar até ao final do ano.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo