Economia | 13-02-2008 08:37

EPAL vai fornecer água ao Cartaxo durante 30 anos

A tarifa de custo de água que a Empresa Portuguesa de Águas Livres (EPAL) estabeleceu com a Câmara do Cartaxo para abastecimento em alta (da captação aos depósitos) ao concelho por 30 anos foi fixada em 0,3870 euros por metro cúbico e será actualizada em função do valor da inflação do ano seguinte. A garantia foi dada pelo administrador da EPAL, Rui Godinho, na presença do presidente da Câmara do Cartaxo, Paulo Caldas (PS), ao final da tarde de segunda-feira, quando o acordo foi apresentado.Previsto no contrato está o agravamento da tarifa por custos adicionais que a empresa possa ter com captações durante a realização dos investimentos e as taxas que são devidas ao Instituto Regulador de Águas e Resíduos (IRAR). O vice-presidente da autarquia, Francisco Casimiro (PS), explicou que no primeiro caso a situação será sempre excepcional e não prevista à partida. E que no caso das taxas a pagar ao IRAR estas serão suportadas pela câmara que, politicamente, decidirá depois se as assume ou as faz repercutir na tarifa ao consumidor.Durante a conferência de imprensa, Rui Godinho referiu que a definição estratégica da tarifa beneficiou o Cartaxo e os seus munícipes em relação a outras 35 autarquias do país onde a empresa fornece água. “Não foi um mau negócio para a EPAL. O que está em causa é que a EPAL deixa de abastecer o Cartaxo a 11 por cento e passa a abastecer a 100 por cento. Vamos vender mais água”, explicou o administrador.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo