Economia | 14-02-2008 08:44

Grupo francês investe 60 milhões em Abrantes em residencial clínica

A Câmara Municipal de Abrantes aprovou na reuniãod e quarta-feira a alienação, a um grupo empresarial francês, de 57.000 metros quadrados de terreno para a instalação de uma residencial clínica, projecto que poderá orçar em 60 milhões de euros. O executivo municipal decidiu vender o terreno ao preço simbólico de 1,25 euros por metro quadrado ao grupo Existance, que pretende criar o Ofelia Club na encosta norte da cidade de Abrantes, numa área já loteada.O presidente da Câmara de Abrantes, Nelson de Carvalho, disse à agência Lusa que este projecto será composto por doze edifícios com 780 quartos, 1.560 camas, berçário, piscinas e restaurantes e que vai permitir a criação de 500 postos de trabalho. O projecto tem como público-alvo o mercado escandinavo, e será composto por um edifício central e mais onze edifícios-satélite que prestarão um serviço diversificado na área dos cuidados continuados."É um projecto direccionado sobretudo para aposentados do Norte da Europa, que procuram um bom clima para usufruírem da sua reforma, mas também para acamados e para quem necessite de cuidados continuados", disse à Lusa Nelson de Carvalho. Segundo o autarca, estes edifícios serão, cada um deles, destinados a serviços especializados nas vertentes de residência assistida, acamados, cuidados continuados de saúde, geriatria, psiquiatria, Alzheimer, Parkinson e reeducação funcional.O presidente da Câmara disse à Lusa que este é um projecto "estruturante", que "reforça o posicionamento global" de Abrantes e que vai originar um "forte impacto" nos serviços e no comércio local e regional."O público-alvo para quem este projecto é vocacionado tem grande poder de compra e vai ser muito importante em termos de animação económica, turística e de fixação de quadros especializados" na área da saúde. Segundo disse, "importa não esquecer que também os familiares do público-alvo definido vão querer fazer as suas visitas, pelo que todo o sector turístico e hoteleiro da cidade e da região vai beneficiar, por arrasto, com este projecto". O Ofelia Club poderá avançar ainda durante este ano, após a obtenção por parte do promotor dos respectivos licenciamentos.O grupo francês definiu o prazo de 90 dias, a partir de hoje para apresentação à Câmara do projecto de arquitectura e mais 60 dias para apresentação e aprovação dos projectos de especialidade.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo