Economia | 07-05-2009 13:40

Confederação dos industriais defende adiamento do TGV por 10 anos

O presidente da Confederação da Indústria Portuguesa, Francisco Van Zeller defendeu hoje um adiamento de 10 anos para a ligação Porto-Lisboa em alta velocidade (TGV), perante a actual conjuntura de crise.Embora reconheça que o Porto está "mal servido ao nível de transportes" e que este é um problema que é preciso resolver, para Francisco Van Zeller a solução para a ligação a Lisboa passará no imediato pelo melhoramento da linha ferroviária actual.O objectivo é, segundo o responsável, aumentar a frequência e rapidez das actuais ligações.Para Zan Zeller, a contribuição económica do TGV "é zero", mas, no caso da ligação Lisboa-Madrid reconheceu que o investimento tem de ser feito à luz dos compromissos internacionais.Francisco Van Zeller rejeitou assim o calendário do Governo de arranque da operação do TGV em 2015, ."Adiamento, sem dúvida. Pelo menos 10 anos", salientou.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo