Economia | 19-05-2009 08:46

Central de Cervejas disponibiliza 130 mil euros para alimentar famílias carenciadas

Os130 mil euros oferecidos pela Sociedade Central de Cervejas e Bebidas (SCC) à autarquia de Vila Franca de Xira já estão a ajudar mais de 350 famílias carenciadas do concelho. O apoio financeiro permitiu ainda a aquisição de uma nova ambulância de socorro pré-hospitalar para os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Santa Iria, no valor de 25 mil euros.Este ano, devido à grave crise que afecta as famílias portuguesas, município e SCC decidiram canalizar grande parte do valor para ajudar quem mais precisa. Mas o Presidente da Comissão Executiva da SCC ficou admirado com os números. “Não sabia e foi uma surpresa muito agradável quando soube que já tínhamos apoiado para cima de 300 famílias carenciadas”, confessa Alberto da Ponte a O MIRANTE depois da assinatura formal do protocolo com a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, que decorreu segunda-feira 18 de Maio.O responsável máximo pela Central de Cervejas, sediada em Vialonga, considera muito importante a ajuda agora oficializada no salão nobre dos Paços do Concelho e que corresponde a uma das missões da empresa. “É um compromisso de responsabilidade social que se traduz em várias localidades. Neste caso na área onde estão implantadas as suas sedes que é o município de Vila Franca de Xira”, afirmou Alberto da Ponte.Desde que foi assinado o primeiro protocolo entre as duas entidades – há 4 anos – que o apoio financeiro tem vindo a aumentar de uma forma gradual. A crise que é transversal a vários sectores da economia, não impediu que a verba fosse atribuída. “Este é um ano complicado. As regras aconselham prudência mas aconselha também que aqueles que são mais carenciados possam continuar a beneficiar do nosso apoio. As empresas não conseguem crescer porque os mercados estão a baixar. Mesmo no negócio das águas e cervejas isso tem acontecido”, garante o presidente da Central de Cervejas. Apesar das dificuldades, Alberto da Ponte alerta para a impressibilidade do momento económico que se vive mas tem esperança que o sector recupere a breve trecho. Se assim for, deixa o desejo de vir a aumentar os 130 mil euros doados este ano.Perante uma plateia de autarcas locais e responsáveis ligados ao movimento associativo, que fizeram questão de assistir à assinatura do protocolo, a Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira começou por agradecer a ajuda da SCC, que considera essencial. “A Sociedade Central de Cervejas veio mais uma vez associar-se à autarquia para apoiar, neste caso, as famílias do concelho. Ultrapassar algumas destas situações e haver entidades que se disponibilizam a ajudar e que estão sensíveis, é reconfortante”, assegura Maria da Luz Rosinha.O protocolo só agora foi assinado mas o dinheiro da Central de Cervejas já está a ser aplicado no terreno há já algum tempo. “Distribuímos um conjunto de alimentos que irão abranger em cada mês 350 famílias. Entregámos ainda suplementos de leite e papas para bebés e outros produtos necessários”, conta a edil.A autarca revela que, neste momento o dinheiro começa a ser curto, havendo a necessidade de a câmara juntar mais algum para fazer face às dificuldades que aumentam de dia para dia.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo