Economia | 21-09-2010 00:18

Câmara de Rio Maior apresenta oito candidaturas ao Quadro de Referência Estratégico Nacional

As candidaturas têm taxa de comparticipação do FEDER de 80 por cento. Os projectos principais são a construção do Centro Escolar de Rio Maior 3 – Zona Sul, a construção e beneficiação de troços da rede viária municipal, a recuperação e modernização do mercado municipal, assim como a criação de um espaço polivalente com funções cívicas, lúdicas e sociais.Este último projecto suscitou dúvidas aos vereadores socialistas. O vice-presidente da autarquia esclareceu que se trata do projecto de instalação da loja do cidadão. Em vez dos 700 mil euros inicialmente previstos de investimento, esse valor pode ser incrementado com a possibilidade de serem instalados outros serviços nos edifícios que a câmara quer adquirir e recuperar. “O espaço pode vir a acolher o serviço de Finanças e outras valências. Estão a ser definidos pormenores do projecto entre a equipa projectista e a loja do cidadão. É para entrar em funcionamento no final de 2011 e mais vale a pena esperar um ano e ter uma loja em condições e com dignidade do que uma, como a que estava prevista, a funcionar numa subcave”, explicou Carlos Frazão (PSD).Anteriormente, o vereador do PS Guilherme Gaboleiro tinha recordado que a loja do cidadão de Vila Nova na Barquinha tinha sido inaugurada recentemente, quando o projecto de Rio Maior tinha sido apresentado posteriormente.De resto, a autarquia apresentou ainda candidaturas à requalificação do espaço público do percurso da procissão da Via Sacra ou dos Passos de Rio Maior e das capelas associadas a esse trajecto, a requalificação da ligação da rua do Arraial ao largo do Outeiro recuperação e a recuperação da fonte do 1930, junto à praça do Comércio.Para optar por estes oito projectos, a Câmara de Rio Maior teve de prescindir de outros, uma vez que a comparticipação comunitária subiu de 55 por cento para 80 por cento, mantendo-se a mesma verba, como lembrou o vereador Daniel Pinto. Ficaram de fora, entre outros, a criação do Centro de Interpretação de Artes Gráficas e a colocação de quadros interactivos nas escolas.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo