Economia | 14-12-2010 07:36

Missão empresarial da Nersant na Indonésia e Timor

Na sequência de uma reunião com a Embaixada da Indonésia, a Nersant – Associação Empresarial da Região de Santarém, irá estender à Indonésia a sua Missão Empresarial a Timor-Leste, previamente agendada. A viagem será realizada em Março do próximo ano e tem como objectivo o estabelecimento de relações comerciais directas entre Portugal e estes países do sudeste asiático.De acordo com o Embaixador da Indonésia em Portugal, Albert Matondang, “as comunidades empresariais indonésia e portuguesa estão muito afastadas”, pelo que a missão empresarial terá como principal finalidade, a aproximação entre estes dois mercados. Para tal, o Embaixador da Indonésia referiu na reunião que “a Embaixada e o Governo Indonésio se irão empenhar fortemente na organização da Missão e na identificação dos parceiros certos para desenvolvimento de negócios” e que ele próprio se encontra “disponível para apresentar as mais recentes oportunidades de negócio no mercado indonésio”. “Oportunidade para investir em Timor-Leste é agora” Relativamente a Timor-Leste, a missão estava já a ser preparada pela Nersant e conta com o acompanhamento do primeiro-ministro deste país, Xanana Gusmão, que também irá participar em algumas reuniões de trabalho durante a visita da delegação portuguesa. Segundo este, a “oportunidade para investir em Timor-Leste é agora”, uma vez que está em marcha o Plano Estratégico de Desenvolvimento, “que permitirá ao país concretizar o seu potencial enquanto economia moderna, com infra-estruturas de qualidade, incluindo estradas, portos, electricidade e telecomunicações”, referiu o primeiro-ministro na Conferência Internacional sobre Investimento que decorreu recentemente em Díli.Indonésia e Timor-Leste têm tido um crescimento económico enorme, apresentando-se como mercados bastante apetecíveis para qualquer sector de actividade. A Indonésia, mercado com 240 milhões de habitantes, apresentou, em 2009, um crescimento do PIB de 6 por cento, enquanto que Timor apresentou, no mesmo ano, um crescimento económico de 13 por cento .De referir que já estão inscritas nesta missão empresas dos sectores dos minerais não metálicos, cerâmica, construção civil e obras públicas, formação profissional, construção de redes de gás, têxtil, projectos de construção civil e máquinas e equipamentos para a construção civil.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo