Economia | 08-05-2012 07:57

Dinheiro não falta para incentivar contratação de desempregados no Vale do Tejo

Dinheiro não falta para incentivar contratação de desempregados no Vale do Tejo
O dinheiro não vai faltar para apoiar empresas e instituições que queiram contratar desempregados ao abrigo do programa “Estímulo 2012 ”. Quem o garante é o delegado regional de Lisboa e Vale do Tejo do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), Victor Gil.“No âmbito da região de Lisboa e Vale do Tejo, que inclui o concelho de Vila Franca de Xira, dificilmente será por dificuldades orçamentais que algum projecto não será aprovado. Os serviços dispõem de recursos financeiros para satisfazer todas as iniciativas que venham a ocorrer”, garantiu.A medida que surge numa altura difícil para o país, que enfrenta um elevado nível de desemprego, foi apresentada na tarde de sexta-feira, 4 de Maio, no Centro de Formação de Alverca perante uma plateia de empresários, técnicos superiores e dirigentes de instituições particulares de solidariedade social que quiseram saber mais sobre programa.Trata-se de um incentivo à contratação de desempregados inscritos há mais de seis meses nos centros de emprego.Para ser atribuído o apoio é necessário que seja feito um contrato de trabalho para a criação líquida de um posto de trabalho. O apoio financeiro consiste num valor mensal correspondente a 50 por cento da retribuição mensal paga pelo empregador com o limite de 419,22 euros. * Notícia completa na próxima edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Médio Tejo