Economia | 08-11-2013

CAIMA recebe investimento de 35 milhões de euros para produzir em exclusivo pasta solúvel

A CAIMA, Fábrica de Celulose e Papel sedeada em Constância, vai receber um investimento de 35 milhões que será investido nos próximos três anos, tornando-se na única fábrica em Portugal, e das poucas na Europa, a produzir pasta solúvel. Um investimento que vai transformar "o perfil da unidade industrial" da empresa que este ano comemora 125 anos de existência.A assinatura dos contratos de investimento celebrados entre a AICEP Portugal Global e a Caima e Celbi (grupo Altri), decorreu na manhã desta sexta-feira, 8 de Novembro, no Centro Náutico de Constância. Uma cerimónia que contou com a presença de muitos convidados, destacando-se a presença do vice primeiro-ministro Paulo Portas e do ministro da Economia, António Pires de Lima.O presidente do grupo Altri, Paulo Fernandes, disse que a produção de pasta solúvel "será uma realidade na Caima já a partir de 2015" e que será "um produto com valor acrescentado" que pode ser aplicado, por exemplo, na indústrias agro-alimentar ou farmacêutica. Segundo notou Paulo Fernandes, mais de 95% da produção global da Altri destina-se ao mercado externo, "da Europa à China", tendo afirmado que a pasta solúvel, vai ser exportada na totalidade para a China e Tawain.A presidente da Câmara de Constância, Júlia Amorim (CDU) disse a O MIRANTE que vê este investimento "com muita felicidade", tendo em conta os tempos difíceis que os portugueses estão a atravessar. "Uma empresa privada receber este investimento só nos pode deixar satisfeitos. É bom para o país, para o concelho e para a região", disse. * Notícia desenvolvida na próxima edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo