Economia | 04-12-2013 15:50

Nersant e IEFP assinam protocolo de cooperação para formação remunerada a 400 desempregados

Nersant e IEFP assinam protocolo de cooperação para formação remunerada a 400 desempregados

Acordo foi assinado durante segunda edição do Nersant Business, que decorreu em Santarém

A Nersant - Associação Empresarial da Região de Santarém e o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) assinaram um protocolo de cooperação que vai proporcionar acções de formação remunerada a 400 pessoas que estejam desempregadas num investimento do Governo de 830 mil euros. O protocolo foi assinado na noite de quarta-feira, 27 de Novembro, entre o director regional do IEFP, Vítor Gil, e a presidente da Nersant, Salomé Rafael, durante a 2ª edição do Nersant Business, que decorreu no CNEMA, em Santarém. O protocolo vai proporcionar cerca de 120 mil horas de formação.O secretário de Estado do Emprego, Octávio Oliveira, esteve presente na cerimónia de assinatura do protocolo tendo elogiado e agradecido à Nersant pela “disponibilidade” em contratualizar estas acções com o IEFP. “O combate ao desemprego só é possível se todos estivermos empenhados. Este não pode ser só um objectivo das políticas públicas e do Governo, tem que ser algo em que um conjunto de actores esteja envolvido. A formação profissional terá mais sucesso consoante a sua proximidade e das empresas”, referiu o secretário de Estado.Octávio Oliveira disse ainda que com a assinatura deste protocolo com a Nersant, o IEFP pretende, num quadro de proximidade, procurar uma cooperação “venturosa” com a Nersant no sentido em que a formação que se venha a desenvolver esteja o mais próxima possível das empresas envolvidas nesta cooperação. O secretário de Estado destacou ainda que em 2014 vão ser desenvolvidas um conjunto de iniciativas relacionadas com o emprego dos jovens.Octávio Oliveira aproveitou o facto de estar a decorrer a 2ª edição do Nersant Business para destacar o papel da associação empresarial que tem sabido inovar. “Não há regiões competitivas sem actores competitivos. A Nersant tem sido uma organização empreendedora porque inova, procura novos desafios, novos caminhos e procura que os seus empresários sejam parceiros e percorram esses caminhos da inovação”, realçou.A presidente da Nersant aproveitou o facto da sala onde decorreu o seminário sobre internacionalização estar repleta de empresários estrangeiros e portugueses para fazer um balanço da iniciativa Nersant Business que se realiza pelo segundo ano consecutivo. Para Salomé Rafael este é o maior encontro internacional de negócios alguma vez realizado na região do Ribatejo. “Esta é uma das maiores mostras de networking internacional em Portugal. O número crescente de inscrições e a enorme adesão deixa-nos satisfeitos e são a prova do bom trabalho desenvolvido o ano passado”, disse a dirigente.Este ano participaram no Nersant Business dez países e mais de uma centena de empresários. Durante os três dias que durou o encontro internacional foram feitas 750 reuniões de negócios. Neste seminário sobre internacionalização participaram ainda o director do programa Compete, Franquelim Alves, e o administrador da AICEP (Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal), Vital Morgado.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo