Economia | 24-07-2015 14:00

"Oportunidades de emprego não podem ser desperdiçadas"

"A prioridade das prioridades do actual Governo é combater o desemprego. Começam agora a surgir algumas oportunidades de emprego e trabalho. O problema é que há dificuldades em preencher algumas vagas, nomeadamente nas áreas da informática, robótica, cerâmica, têxtil, entre outras. As oportunidades de emprego não podem ser desperdiçadas e é este problema que temos que combater". As palavras são do secretário de Estado do Emprego, Octávio Oliveira, que marcou presença na assinatura dos protocolos de cooperação entre o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e 75 entidades de todo o país especializadas em prestação de serviços de apoio técnico de projectos para a criação de empresas e microempresas.Estes protocolos visam a integração na rede de Entidades Prestadoras de Apoio Técnico (EPAT). A Associação Empresarial da Região de Santarém - Nersant e a Aciso - Associação Empresarial de Ourém/Fátima foram as entidades da região de Santarém que assinaram os protocolos de cooperação. A cerimónia decorreu no Convento de São Francisco, em Santarém, no dia 22 de Julho. O investimento nesta rede EPAT representa cerca de 1,1 milhões de euros em 2015 e 3,3 milhões de euros em 2016. No total vão ser abrangidos cerca de 2400 projectos em dois anos, no âmbito do Programa de Apoio ao Empreendedorismo e à Criação do Próprio Emprego e do Programa Investe Jovem. A novidade destes protocolos de cooperação é que será dado apoio técnico prévio à aprovação do projecto de criação de empresa. Anteriormente, esse apoio técnico era feito apenas depois da sua aprovação. No entanto, o apoio só será pago se o projecto for aprovado.Jorge Gaspar referiu, durante a sua intervenção, que a criação e promoção de emprego são transversais à sociedade e que o IEFP é co-responsável da política de criação de emprego. "Quando celebramos acordos no IEFP fazêmo-lo assumindo que temos relações de igual para igual com os nossos parceiros. No IEFP não sabemos fazer tudo sozinhos, mas para fazermos melhor precisamos de parcerias e é isso que estamos a fazer aqui hoje", reforçou. A presidente da direcção da Nersant, Salomé Rafael, elogiou as parcerias entre a Associação Empresarial da Região de Santarém e o IEFP. "É cada vez mais importante avaliar o trabalho no terreno e felizmente isso tem acontecido ultimamente, o que facilita o nosso trabalho para percebermos o que corre bem e menos bem e com que entidades", sublinhou.Com estes protocolos, o IEFP reconhece a importância de reforçar as suas respostas às iniciativas de empregabilidade no âmbito das medidas e programas de empreendedorismo de que é organismo executor, promovendo uma acção integrada com as entidades especializadas neste domínio. O objectivo é estimular a criação de empresas/micro negócios sustentados e, consequentemente, potenciar o tecido empresarial local e regional.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo