Economia | 28-07-2015 14:12

Sede do novo Centro de Competências do Tomate já está no Cartaxo

Reconquistar a segunda posição na produtividade agrícola do tomate a nível mundial, com uma diferença inferior a dez por cento em relação à Califórnia (Estados Unidos da América) é um dos objectivos do novo Centro de Competências para o Tomate Indústria (CCTI). Quem o garante é a ministra da Agricultura, Assunção Cristas, que marcou presença na assinatura do contrato de comodato com a Câmara Municipal do Cartaxo, na tarde de segunda-feira, 27 de Julho. A sede no novo CCTI vai ser na Quinta das Pratas, no Cartaxo. O equipamento visa aumentar a produtividade do sector e promover a investigação desta área agrícola.A criação do CCTI resulta da assinatura, em Abril de 2014, de um protocolo entre a Associação dos Industriais de Tomate (AIT), o Ministério da Agricultura e a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), tendo inicialmente sido anunciada a sua instalação em Santarém. Assunção Cristas referiu que o objectivo desta estrutura é tornar o sector mais competitivo, com melhores níveis de produção e de custos agrícolas, sendo a meta aumentar a produtividade agrícola em dez por cento, reduzir custos também em dez por cento e aumentar a duração da campanha de cultivo igualmente em dez por cento. A aposta na investigação visa, além do aumento da produção, a melhoria do valor nutricional do fruto e dos produtos transformados.* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo