Economia | 29-07-2015 18:00

Banco de Fomento apoia recapitalização das empresas

O presidente da Instituição Financeira de Desenvolvimento, vulgarmente conhecida como Banco de Fomento, esteve na sede da Nersant, em Torres Novas, com o objectivo de esclarecer as empresas sobre os instrumentos financeiros que vai operar. A recapitalização das empresas é uma das prioridades desta instituição.A presidente da Direcção da Nersant, Maria Salomé Rafael, fez o acolhimento aos cerca de 100 empresários que estiveram na sessão, começando por dizer que “há muito que a Nersant defende soluções paralelas de capitalização e crédito para as empresas”, pelo que recebe com grande expectativa, as propostas da Instituição de Desenvolvimento Financeiro (IFD).Na sessão de esclarecimentos, José Fernando de Figueiredo avançou que a Instituição Financeira de Desenvolvimento “pretende encontrar soluções de capitalização para as empresas que colmatem falhas existentes no mercado, através de uma oferta mais inteligente, mais efectiva e mais eficaz para as empresas”, complementando, por isso, a oferta da banca tradicional. A ambição da IFD, complementou, “é capitalizar PME viáveis em sectores transaccionáveis ou áreas relevantes, bem como apoiar investimentos de longo de prazo”.Nesta primeira fase, a IFD tem em curso dois projectos com interesse para as empresas e que deverão ser lançados em breve: a Linha de Capitalização Mezzanine IFD 2015, com 100 milhões de euros, uma solução powered by IFD, e ainda o lançamento de dois Fundos IFD destinados a Instrumentos Financeiros co-financiados por Fundos Europeus Estruturais e de Investimento - FEEI. “O nosso objectivo é que os fundos que estamos a criar sejam lançados até ao final de Agosto”, revelou o responsável pela IFD, que garantiu que a instituição “pretende colocar o dinheiro na economia até ao final do 3.º trimestre do ano”.Até ao momento, a IFD já colocou no mercado a Linha PME Crescimento 2015, com 1,4 mil milhões de euros, em funcionamento desde Março, a Linha Revitalização, com 50 milhões de euros, em funcionamento desde Abril, e a Linha Tesouraria para Empresas com Exposição Angola, com 500 milhões de euros, em funcionamento desde Junho.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo