Economia | 05-11-2015 11:08

Oposição preocupada com futuro dos edifícios da Unicer

A oposição na Câmara de Santarém questionou o presidente da autarquia, Ricardo Gonçalves (PSD), sobre o destino dos dois edifícios da Unicer em Santarém (o da cervejeira encerrada em 2013 e o da unidade de refrigerantes conhecida por Rical, cujo encerramento foi anunciado para Abril de 2016). “O que vai acontecer a esses dois espaços? O que pretende a Unicer fazer com eles?”, perguntou o vereador Celso Braz (PS), referindo que a empresa devia prestar esclarecimentos sobre o assunto.Celso Braz referiu-se ainda ao terreno cedido à Unicer para instalação de uma plataforma logística, que nunca se concretizou, alertando que, se não houver investimento em breve, o terreno em causa (que no passado acolheu as vinhas da Escola Superior Agrária de Santarém) retoma a sua vocação agrícola. Também Francisco Madeira Lopes (CDU) falou nessa possibilidade e questionou se foi tomada alguma decisão com vista à eventual reposição da natureza agrícola do terreno, situado entre a antiga fábrica de cerveja e a Rical.Ricardo Gonçalves disse que na reunião tida com a administração da Unicer foi-lhe transmitido que não estava previsto qualquer empreendimento nesse terreno o que, a confirmar-se, disse, deverá levar a que essa área, que tinha sido desanexada para plataforma logística, retome a sua vocação agrícola.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo