Economia | 18-01-2018 16:01

Generis em Rio Maior é prémio para quem aguentou projecto do Parque de Negócios nos últimos anos

Generis em Rio Maior é prémio para quem aguentou projecto do Parque de Negócios nos últimos anos
Foto O MIRANTE

José Eduardo Carvalho, administrador da Depomor, diz que esta conquista é um sinal de que os Parques de Negócios têm futuro e que outros investimentos se vão seguir, acompanhando o crescimento económico do país.

A instalação da farmacêutica Generis em Rio Maior, um dos maiores investimentos do distrito de Santarém das últimas décadas, foi possível devido a um grande trabalho técnico da Depomor, sociedade gestora do parque de negócios da cidade.

O administrador da Depomor, José Eduardo Carvalho, considera que esta conquista é “um prémio para todos os que andaram a aguentar o projecto do parque de negócios durante os últimos cinco anos”, em que esteve parado o investimento no imobiliário industrial.

José Eduardo Carvalho, que também é presidente da Associação Industrial Portuguesa (AIP), considera que a instalação da farmacêutica resultou de “um excelente trabalho de toda a gente, com um conjunto de acções que não foram visíveis”. O administrador da Depomor refere, em declarações a O MIRANTE, que foi “fundamental o trabalho de evidenciar as vantagens de Rio Maior para a instalação da empresa em relação a outras localizações”, sublinhando que para isso foi determinante uma boa preparação e explicação técnica por parte da Depomor.

Para o administrador da sociedade, na qual a câmara tem uma participação minoritária, esta conquista é um sinal de que os parques de negócio têm futuro e que outros investimentos se vão seguir, acompanhando o crescimento económico do país. No entanto, sublinha José Eduardo Carvalho, investimentos como o da Generis não aparecem nem todos os meses nem todos os anos, realçando que este negócio em Rio Maior tem grande potencial de crescimento e há perspectivas de investimento constante da farmacêutica, com ampliação de instalações e criação de mais postos de trabalho.

A presidente da Câmara de Rio Maior, que participou nas negociações, destaca que em todo o processo o papel mais importante coube à Generis, salientando que as negociações decorreram sempre a três, com a câmara, o administrador da Depomor e a Generis. Isaura Morais destaca o papel da autarquia na concessão de isenções fiscais e na alteração ao Plano de Pormenor do Parque de Negócios que, vai permitir a fusão de vários lotes e assim criar condições para a instalação da unidade industrial.

Isaura Morais, refere que a câmara acompanhou todas as negociações, salientando que a autarquia precisa da Depomor e de José Eduardo Carvalho para instalar empresas no parque de negócios. A autarca destaca que a localização geográfica de Rio Maior também foi importante para a conquista deste investimento.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo