Economia | 30-01-2018 19:14

Problema dos produtores de vinho da região é a falta de comunicação

Problema dos produtores de vinho da região é a falta de comunicação
Maria João Almeida e Ceia da Silva - Foto O MIRANTE

Enoturismo esteve em debate em Almeirim.

O grande problema dos produtores de vinho da região é a comunicação. Ou melhor, a falta de comunicação. A ideia foi deixada pela jornalista especialista em vinhos, Maria João de Almeida, durante o Workshop Enoturismo - Projecto “Organização, Estruturação e Promoção Empresarial do Enoturismo no Alentejo e Ribatejo”, que decorreu na manhã de terça-feira, 30 de Janeiro, na Biblioteca Municipal de Almeirim.

Na iniciativa, promovida pela Entidade Regional de Turismo do Ribatejo e Alentejo e pela Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR), marcaram presença produtores e operadores turísticos da região das áreas do alojamento e da restauração.

Para o presidente do turismo do Ribatejo e Alentejo, Ceia da Silva, o que se pretende com estas iniciativas é dinamizar um sector que é importantíssimo como é o enoturismo que no Ribatejo tem um enorme potencial e que ainda não está trabalhado. “Há muitos produtores de vinho de qualidade e o que se pretende é também criar dinâmicas, chamar a atenção e trabalhar em grupo como se viu nesta iniciativa onde houve interacção entre unidades de alojamento e produtores”, considerou.


Notícia completa na próxima edição semanal de O MIRANTE

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1338
    14-02-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1338
    14-02-2018
    Capa Médio Tejo