Economia | 13-02-2018 14:07

Apoio à natalidade, estradas e equipamentos são prioridades em Ourém

Apoio à natalidade, estradas e equipamentos são prioridades em Ourém
Foto O MIRANTE

Orçamento municipal de 39,9 milhões de euros aprovado por unanimidade.

A aquisição de terreno junto ao Campo de Jogos do Vasco da Gama, para criação de equipamentos escolares, apoio a obras nos campos do Clube Desportivo Vilarense e do Centro Desportivo de Fátima, com a colocação de pisos sintéticos, e o apoio à natalidade são as áreas prioritárias para 2018 do executivo municipal de Ourém, liderado por Luís Albuquerque (PSD/CDS). Outras das prioridades passam pela requalificação do cineteatro e do castelo, num investimento total superior a um milhão de euros. As obras da Avenida D. Nuno Álvares Pereira, em Ourém, contam com uma verba de 2,1 milhões de euros.


Estes são alguns dos projectos que integram o orçamento da Câmara de Ourém para 2018, que tem um valor total de 39,9 milhões de euros, e foi aprovado por unanimidade. Limpeza e manutenção de caminhos florestais (250 mil euros), apoio aos corpos de bombeiros, criação do Cartão Social do Voluntariado, criação de uma ‘start-up’ em Ourém, desenvolvimento dos projectos de criação e ampliação de zonas industriais em Caxarias e Freixianda são outros objectivos. A autarquia prevê ainda intervenções no saneamento nas localidades de Fátima, Espite, Matas e Cercal (1,5 milhões de euros).


Luís Albuquerque salientou que neste orçamento existem aproximadamente 17,5 milhões de euros de compromissos assumidos pelo anterior executivo, que influenciam o documento apresentado, o que “impede de imprimir a velocidade pretendida a alguns projectos” que o executivo entende como estruturantes para o desenvolvimento do concelho.

Unanimidade contrariou a tradição
Na declaração de voto, os vereadores do Partido Socialista (PS) reconhecem que “o curto período do executivo PSD-CDS à frente da gestão do município foi utilizado para a concretização dos projectos deixados pelo anterior executivo sem que tenham desenhado um projecto próprio e diferente daquele a que se opuseram para 2017”. Cília Seixo, José Reis e João Heitor (PS) referem que, “contrariando a tradição, votam favoravelmente o orçamento e as Grandes Opções do Plano na medida em que estes documentos vão ao encontro de uma boa parte dos projectos e da gestão socialista”.


Os vereadores do PS alertam este executivo “para a necessidade de manter o foco na sua operacionalização, a bem do desenvolvimento do concelho de Ourém e do bem-estar de todos os ourienses”. Os documentos previsionais serão agora remetidos para análise e votação na próxima Assembleia Municipal de Ourém que se realiza este mês de Fevereiro.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1338
    14-02-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1338
    14-02-2018
    Capa Médio Tejo