Economia | 30-04-2018 07:35

Em Março foram criadas mais 104 sociedades na região

NERSANT analisa mensalmente criação de sociedades no distrito. Benavente, Santarém e Ourém têm sido os concelhos com mais casos registados.

A criação de empresas no distrito de Santarém voltou a ter novo ânimo no mês de Março. Depois de um mês de Fevereiro onde nasceram na região 88 empresas, Março volta a ter um acréscimo, com 104 empresas criadas. Benavente, Ourém e Santarém foram os concelhos que mais empresas criaram, segundo dados divulgados pela NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém.

Santarém e Ourém têm vindo a ser, ao longo dos últimos meses, em média, os concelhos que mais sociedades têm criado no distrito de Santarém. O mês de Março sofreu, no entanto, uma reviravolta, com o concelho de Benavente a tomar dianteira quanto à criação de sociedades na região. Este concelho da Lezíria do Tejo criou, durante o mês de Março, 16 sociedades, estando logo de seguida no pódio, os concelhos de Ourém, com 15 sociedades, e de Santarém, com 14 sociedades.

O concelho de Torres Novas aparece em 4.º lugar, com a criação de 13 sociedades no mês de Março. Salvaterra de Magos posiciona-se em 5.º lugar, com a criação de 11 sociedades. No ranking, segue-se Tomar, com a criação de 8 sociedades, Abrantes com 5 e Ferreira do Zêzere com 4. Coruche, Rio Maior e Mação criaram 3 sociedades, Alcanena, Cartaxo e Constância duas e Almeirim, Chamusca e Entroncamento tiveram uma nova sociedade criada em cada concelho. Alpiarça, Golegã e Vila Nova da Barquinha não apresentaram, em Março, criação de sociedades.

Relativamente aos sectores de actividade, destaque para a criação de sociedades nas áreas de "compra e venda de bens imobiliários" (6), "associações culturais e recreativas" (4) e "actividades de engenharia e técnicas afins" (3).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Médio Tejo