Economia | 26-06-2018 12:06

"Temos um Estado gordo, caro e extenso"

"Temos um Estado gordo, caro e extenso"

Jornalista José Gomes Ferreira foi o orador convidado do XVI Encontro de Empresários da ACISO, em Ourém, onde criticou a máquina burocrática estatal que dificulta a vida a quem quer investir e o que chama de “capitalismo de compadrio”.

"Temos um Estado gordo, caro e extenso", considerou o jornalista de economia e sub-director de informação da SIC, José Gomes Ferreira, durante o XVI Encontro de Empresários da ACISO, que decorreu noite de 22 de Junho, em Ourém, onde participou como orador convidado.
Questionado por O MIRANTE, José Gomes Ferreira afirma que a culpa é repartida pelos governos e pelo povo. "O nosso problema é que face àquilo que fornece às pessoas o nosso Estado é gordo, extenso, grande e pesado. Se não tivermos juízo voltamos ao mesmo. Criou-se a percepção de que há recursos para todos e não há dia em que não haja greves e pessoas a reivindicar".
O jornalista criticou também a burocracia que dificulta a vida a quem quer investir ou tratar com celeridade dos seus processos. “Para se mexer num tijolo existem duas dezenas de entidades com o poder de dizer não", diz, acrescentando que "estes poderes intermédios têm muita influência nas decisões e o pior é que nem sequer são votados. Os nãos são sempre em maior número e os prejudicados são sempre os pequenos, porque as grandes empresas têm advogados que desbloqueiam as situações".

Notícia desenvolvida na próxima edição de O MIRANTE nas bancas esta quinta-feira

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo