Economia | 09-07-2018 06:14

EPSM reforça rede de parcerias internacionais

EPSM reforça rede de parcerias internacionais
Duarte Bernardo - Presidente da Direção da Escola Profissional de Salvaterra de Magos

“(...) As escolas profissionais têm desenvolvido um trabalho sólido, focado na articulação com o tecido empresarial e na aposta num ensino de proximidade”.

A maior riqueza de uma sociedade reside na sua capacidade de saber utilizar o conhecimento adquirido e transformá-lo em valor acrescentado. É com base nesta premissa que as escolas profissionais têm, ao longo de quase três décadas, desenvolvido um trabalho sólido, focado na articulação com o tecido empresarial, na aposta num ensino de proximidade, na personalização do trabalho que desenvolvemos como um elemento preponderante para o sucesso.
Os prémios nacionais e internacionais nas mais diversas áreas de formação, os resultados alcançados em termos das taxas de conclusão, absentismo ou empregabilidade, complementados com o sucesso profissional dos nossos alunos, refletem isso mesmo.
É incontornável que o ensino profissional é, hoje, um desígnio do Governo enquanto política educativa e uma opção para muitos dos jovens que ingressam no ensino secundário, possibilitando-lhes uma entrada sustentada no mercado de trabalho e, simultaneamente, o acesso ao Ensino Superior, com provas dadas nos dois setores.
A diferenciação desta oferta formativa assenta, essencialmente, na sua dupla certificação, garantida através da forte aposta na vertente prática e tecnológica de cada curso, complementada com um período alargado de formação em contexto de trabalho realizado especificamente em empresas da área.
Sabemos que a formação para lá das quatro paredes é tão ou mais importante que a ministrada nas salas de aula. Cada vez mais, a formação circunscrita à sala de aula se revela insuficiente e, em alguns casos, até menos eficiente no desenvolvimento de determinadas competências. Concomitantemente, a Educação e Formação Profissional é tanto mais rica quanto maior for a complementaridade entre as instituições de ensino e formação e a sociedade. As escolas, e as formações que ministram, são tanto mais ricas quanto mais forte e abrangente for a sua rede de parceiros.
Numa sociedade cada vez mais global, é essencial diversificar e expandir esta rede, apostando na internacionalização. Nos últimos anos, a EPSM tem reforçado a sua rede de parcerias internacionais, intensificando o desenvolvimento de trabalhos de investigação e conceção, em colaboração com escolas de diferentes países. Simultaneamente, tem também ampliado o número de estágios internacionais, permitindo aos mais jovens o contacto direto com novos e diferentes filosofias/métodos de ensino e técnicas pedagógicas.
Há, atualmente, um enorme sentimento de orgulho e dever cumprido por parte das escolas profissionais do país. Acredito, porque tenho plena consciência do trabalho que temos vindo a desenvolver, que estes resultados estão intrinsecamente correlacionados com a capacidade de reação das escolas profissionais face às constantes mutações no sistema e políticas de ensino.
Duarte Bernardo
Presidente da Direção da Escola Profissional de Salvaterra de Magos

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Vale Tejo