Economia | 20-08-2018 07:40

Viver o Tejo promove gratuitamente empresas do sector do turismo

Viver o Tejo promove gratuitamente empresas do sector do turismo

Projecto da NERSANT conta com 216 empresas da região aderentes.

Dinamizado há alguns anos pela NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, o projecto Viver o Tejo pretende a identificação e qualificação do sector do turismo da região, promovendo ofertas integradas, o desenvolvimento sustentável e a preservação dos elementos históricos e culturais, visando o aumento da competitividade deste território. As empresas da região podem aderir gratuitamente ao projecto e constar do respectivo portal. O Viver o Tejo conta, neste momento, com 216 empresas associadas.

A associação criou mesmo a marca Viver o Tejo por forma a integrar a oferta turística da região ribatejana, promovendo a dinamização das diferentes economias locais e da economia regional como um todo.

A adesão ao projecto é inteiramente gratuita, passando as empresas a integrar automaticamente o portal desta marca (www.viverotejo.pt). Aqui, as empresas aderentes passam a ter um espaço de apresentação da empresa, seus produtos e serviços, bem como a integrar as ofertas turísticas e rotas criadas pela marca, tudo com possibilidade de reserva online.

Muitas têm sido as empresas a aderir. No total, o projecto conta com 216 empresas aderentes dos vários ramos do sector da restauração, hotelaria e turismo. Só este ano de 2018, já aderiram a esta marca, 34 empresas da região. Na sua página de facebook, o projecto conta com 3374 gostos.

A NERSANT continua a dinamizar o Viver o Tejo, através do qual divulga pela comunidade a oferta turística da região. As empresas que se queiram juntar a esta marca devem contactar a associação empresarial através dos contactos geral@viverotejo.pt ou 249 839 500.

De referir ainda que, para o sector do turismo, a NERSANT dispõe de um programa de formação-acção, que combina formação teórica e consultoria especializada nas empresas, com vista ao aumento da competitividade das empresas deste sector de actividade. Trata-se ainda, convém referir, de um projecto financiado a 90%.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo