Educação | 02-03-2006 11:09

Escolas do distrito sem planos de emergência

O governador civil de Santarém está preocupado com o facto de 631 escolas do distrito não estarem a cumprir as normas de segurança e já alertou os estabelecimentos para a necessidade de avançarem com projectos de segurança.Só uma pequena percentagem das escolas do distrito de Santarém dispõe de projectos de segurança. No total existem 730 escolas, entre pré-primárias, escolas básicas, secundárias, profissionais e de ensino superior. Mas só 99 têm planos aprovados pelo Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil. No panorama negro do distrito existem oito concelhos em que não há uma única escola com projectos de segurança aprovados, segundo revelou o governador civil de Santarém, Paulo Fonseca, que se recusou a divulgar quais são os municípios em causa. No entanto esclareceu que apenas os concelhos de Alpiarça e Benavente têm todos os estabelecimentos a cumprir a legislação.A situação é de tal maneira preocupante que o governador civil teve que intervir. Paulo Fonseca convocou os responsáveis pelos agrupamentos escolares para uma reunião há duas semanas e fez saber que a situação tem que mudar. Paulo Fonseca considera que a percentagem de escolas que estão a cumprir a legislação em termos de segurança (13,6 %) é muito baixa. E nesse sentido disponibilizou-se para ajudar os estabelecimentos de ensino, promovendo o apoio de técnicos e pessoal especializado do Centro Distrital de Operação de Socorro (CDOS).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo