Educação | 09-03-2006 16:14

Politécnico quer nova escola em Torres Novas

O presidente do Instituto Politécnico de Tomar (IPT) anunciou ontem a intenção de instalar uma escola em Torres Novas e defendeu o reforço das parcerias com as autarquias e empresas do Médio-Tejo.Actualmente, o IPT tem escolas em Tomar e Abrantes, mas o presidente, Pires da Silva, quer estender a actuação a Torres Novas, onde já existe um Centro de Estudos, com a criação de um estabelecimento com formação nas "tecnologias da informação e nas áreas da gestão".O actual centro de estudos é um "embrião" de uma futura escola, disse o presidente do IPT, que prometeu estender algumas das iniciativas a toda a região, como é o caso da Festa da Ciência, Cultura e Tecnologia (FCCT), que está a decorrer esta semana em Tomar.Falando à margem do seminário "Novos Rumos para a Comunicação", o presidente do IPT considerou que a instituição que dirige constitui "o grande know-how da região"."O importante é que consigamos ter a nossa presença na Comunidade Urbana e chamar a nós todos os nossos alunos desta região", afirmou o dirigente académico.Para a edição deste ano da FCCT está prevista a presença de cerca de um milhar de alunos do ensino básico e secundário, mas Pires da Silva promete estender a iniciativa a outras zonas da região, respondendo a um pedido expresso do autarca de Abrantes.Esta iniciativa permite a visita e acompanhamento do IPT por parte dos alunos dos níveis mais baixos, envolvendo acções de promoção dos cursos e dos projectos de investigação aí realizados.Para Nelson Carvalho, presidente da Câmara de Abrantes, este projecto "não deve ser um caso isolado" em Tomar, mas deve ser estendido às outras cidades maiores da região como Abrantes ou Torres Novas, apostando numa "implantação mais efectiva noutros concelhos".

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo