Educação | 29-02-2008 13:09

Abandono escolar em Santarém aumentou em 2007

O número de casos (192 novos processos) acompanhados pela Comissão de Protecção de Crianças e Jovens em Risco de Santarém cresceu em 2007, com destaque para um aumento de situações de abandono escolar e dos maus-tratos psicológicos. Eliseu Raimundo, presidente da CPCJ de Santarém, diz que, “contrariamente às estatísticas nacionais”, no concelho o abandono escolar “aumentou significativamente” em 2007.De acordo com o relatório entregue a semana passada à comissão nacional, a CPCJ de Santarém instaurou 192 novos processos, em 2007, o segundo maior número desde 2001, tendo acompanhado ao longo do ano 476 situações, das quais 272 transitaram para este ano.A maior parte das situações sinalizadas deveu-se a negligência das famílias face aos filhos - 49 por cento, uma redução em relação a 2006 (53,7 por cento) -, abandono escolar - 17,5 por cento (contra 14,3 em 2005 e 11 por cento em 2006) - e maus-tratos psicológicos - 13,6 por cento (13,2 em 2006).O aumento significativo de casos de abandono escolar levou a CPCJ de Santarém a promover um projecto de intervenção em contexto escolar, que passou pela elaboração de um “guia”, documento distribuído a todos os agrupamentos e escolas secundárias do concelho, disse.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo