Educação | 15-01-2010 09:23

Renovação do Parque Escolar da Barquinha com níveis de execução muito elevados

As obras de remodelação em curso do parque escolar nacional apresentam “conjuntos significativos de boas práticas e níveis de execução muito elevados”, disse o director Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo. Em declarações à agência Lusa, à margem de uma visita de trabalho ao futuro ‘Campus Escolar’ de Vila Nova da Barquinha, José Joaquim Leitão destacou o projecto e o trabalho desenvolvido naquele concelho, que envolvem um investimento de nove milhões de euros, como um “exemplo de um conjunto significativo de boas práticas”. “O programa global de renovação do ensino secundário apresenta ritmos muito elevados de execução e até 2015 renovaremos o conjunto de escolas do ensino secundário do país dotando-as de tudo o que é relevante em termos educativos e educação tecnológica”, afirmou.“São tempos de revolução em matéria educativa e temos hoje equipamentos com que não poderíamos sequer sonhar à meia dúzia de anos”, disse o responsável.O “segredo do sucesso” reside na “cumplicidade” entre o Ministério da Educação e as autarquias e o “sucesso” da empresa pública Parque Escolar, que “introduziu metodologias muito exigentes mas muito bem sucedidas”, disse. “As perspectivas são muito animadoras e com este projecto” de requalificação do parque escolar, “Barquinha ficará como um dos melhores concelhos em matéria de rede escolar e de uma oferta que assegura um percurso de qualidade aos seus jovens, com um ensino integrado do pré-escolar ao secundário”, afirmou José Leitão.Miguel Pombeiro, presidente da Câmara de Vila Nova da Barquinha, disse que “estão em curso” investimentos na ordem dos nove milhões de euros, num “autêntico Campus escolar” que irá ocupar uma área de seis hectares, constituído pelo novo Centro Integrado de Educação em Ciência (quatro Milhões de Euros), e pela remodelação da Escola Básica e Secundária D. Maria II (3,7 ME), actualmente em construção, jardins-de-infância, entre outros.“Esta é uma verdadeira revolução no nosso parque escolar”, afirmou, acrescentando que a mesma “assenta” na Carta Educativa que estima que cerca de 600 alunos, do 1.º ao 12.º ano, beneficiem deste mega complexo. A obra é financiada pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional, cabendo à Câmara de Vila Nova da Barquinha um investimento na ordem dos 50 por cento, uma verba que será obtida através de “empréstimo” bancário, explicou Miguel Pombeiro.Quanto à Escola D. Maria II, estabelecimento onde é ministrado o 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico e o Ensino Secundário, o Ministério da Educação “subsidia a 100 por cento” a construção um edifício de raiz, em substituição das actuais instalações, infra-estrutura que o autarca prevê entrar em funcionamento no início do ano lectivo 2010/2011.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo