Educação | 09-12-2011 00:15

Ciúme é o principal motivo que desencadeia brigas e violência numa relação amorosa

Ciúme é o principal motivo que desencadeia brigas e violência numa relação amorosa
Sempre que havia uma festa Inês, 18 anos, sabia que ia haver discussão com o namorado. Ou porque o decote era pronunciado ou porque estava muito maquilhada. Qualquer coisa era motivo de discussão. A pressão e violência para que acatasse as ordens que o namorado entendia serem "apenas" pedidos, era uma constante. Há dois anos conseguiu livrar-se dele mas confessa que não foi fácil uma vez que a separação não foi bem aceite e os 'ataques' de ciúmes não paravam.Esta é a história da Inês mas podia ser a história de muitos jovens que sofrem de violência, física ou psicológica, no namoro. Para combater e sensibilizar os jovens para este tipo de comportamentos um grupo de 15 jovens da Escola Secundária Sá da Bandeira, em Santarém, elaborou um manifesto contra a violência no namoro. Este grupo de jovens não concebe relações de namoro onde não haja respeito mútuo. "Preocupa-nos este silêncio em torno destas relações 'tóxicas' e destrutivas onde a violência é utilizada como um meio de dominar e controlar a outra pessoa. Reprovamos as relações vividas com medo em que uma das pessoas não é dona de si e da sua vida", pode ler-se no manifesto.Maria Mendes e Pedro Silva, dois dos mentores do manifesto contra a violência no namoro garantem que nunca tiveram nenhum relacionamento em que existisse violência. Consideram que esses namoros não são "saudáveis" e aquele que sofre a violência deve saber colocar um 'travão' na situação.* Reportagem completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo