Entrevista | 18-12-2013 07:45

O presidente que quer suster a brutal desertificação de Mação

O presidente que quer suster a brutal desertificação de Mação
Vasco Estrela, o novo presidente da Câmara de Mação, está apostado numa tarefa difícil que é conseguir suster a desertificação do concelho que sofre com os incêndios e a falta de oportunidades. Numa entrevista que sai na edição de O MIRANTE em papel, esta quinta-feira, o autarca social-democrata diz que tem como objectivo “para este mandato suster o ritmo brutal de desertificação” mas reconhece que não tem “um remédio milagroso para um problema que afecta dois terços dos concelhos do país. Não há forma de contrariar esta realidade se não houver da parte do poder central políticas objectivas que vão no sentido de trabalharmos em conjunto”. O autarca admite também que o Governo do seu partido não tem ajudado.”Tem feito mais do mesmo. Até hoje não vi uma medida que me faça acreditar que tem uma ideia diferente”, refere. Vasco Estrela fala também sobre o esforço que o município tem feito para afirmar o concelho, dizendo que “é importante perceber como podemos tirar o máximo partido do território, que riqueza esta terra nos pode dar para se conseguir essa ligação das pessoas à terra. Temos de perceber como é que podemos vender este concelho”. Sobre a criação da imagem de Mação como capital do presunto diz que “aos poucos os empresários do sector vão percebendo, se calhar de uma forma mais lenta do que gostaria, que a marca Mação pode ser importante”. Sublinhando que não há forma desta estratégia resultar “ se os empresários não acharem que é uma mais-valia”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo