Guarda Rios | 09-11-2018 12:30

À vizinho?! Não tem aí um...raminho de salsa que me empreste?!!!

À vizinho?! Não tem aí um...raminho de salsa que me empreste?!!!
GUARDA RIOS

Em pleno pico do surto de legionella em 2014 os técnicos da DGS visitaram várias fábricas mas não tinham material suficiente para recolher as amostras.

Em pleno pico do surto de legionella que afectou o concelho de Vila Franca de Xira em Novembro de 2014, os técnicos da Direcção Geral de Saúde visitaram várias fábricas da zona em busca de possíveis focos da bactéria mas não tinham material suficiente para recolher todas as amostras. A falta de condições e o improviso que se seguiu foi bem à portuguesa, havendo até fábricas que deram aos técnicos do Estado os frascos e materiais necessários para eles poderem fazer a recolha e não terem que usar mais garrafões de água para recolherem amostras. A situação foi relatada por várias testemunhas no julgamento da primeira acção cível do surto de legionella. O Guarda Rios não sabe o que pensar mas só espera que a cedência de materiais não tenha chegado à elaboração de...relatórios!!!

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo