O MIRANTE | 17-05-2012

Casa cheia na apresentação da edição fac-similada do livro de Álvaro do Amaral Netto

A ideia de lançar uma edição fac-similada do livro “Brasas da Minha Lareira” da autoria de Álvaro do Amaral Netto surgiu na mesma altura em que a editora O MIRANTE lançou a obra fac-similada de “O Cancioneiro do Ribatejo”, de Alves Redol. A obra de 162 páginas é um conjunto de poemas ribatejanos e foi apresentado ao final da tarde de quarta-feira, 16 de Maio, na Biblioteca Municipal Ruy Gomes da Silva, na Chamusca.O director-geral de O MIRANTE, Joaquim António Emídio, diz que este é um livro que faz ter saudades e faz lembrar a terra “onde vivemos e onde pertencemos”. Esta edição fac-similada da editora O MIRANTE contou com o apoio da Câmara da Chamusca. Durante a apresentação do livro foram oferecidos alguns exemplares, sendo que a obra vai estar à venda durante a Feira da Ascensão.Álvaro F. do Amaral Netto foi um poeta e estudioso das tradições ribatejanas tendo colaborado durante muitos anos com os principais órgãos de comunicação social da região. Publicou alguns estudos mas ficaram por publicar muitas obras anunciadas que davam conta do seu interesse pelas tradições e pelas memórias do Ribatejo e das suas gentes. O fac-símile do livro é de uma edição numerada com dedicatória ao Historiador Joaquim Veríssimo Serrão. Álvaro Fernandes do Amaral Netto nasceu na Chamusca em 1903 e faleceu no dia 14 de Março de 1971.Aqui fica um dos poemas do livro intitulado “Ribatejo”:Província do Ribatejo!Tens uma veia: o rio Tejo…E um coração: Santarém…A tua alma, entretanto,Essa vive em qualquer canto,Toda a província a contém!* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo