O MIRANTE TV | 15-02-2018

Enterro do entrudo na Granja

O cortejo, que teve a companhia de apenas alguns corajosos, terminou junto da sede da Associação Recreativa da Granja.

O Carnaval na Granja, concelho de Vila Franca de Xira terminou com o tradicional enterro do Senhor Entrudo. Um carro fúnebre com o maior folião, já morto mas com um chouriço de mais de um metro e meio, a viúva e o padre percorreram as ruas das vila na noite da quarta-feira de cinzas, 14 de Fevereiro, com uma quadra para os poucos que quiseram ouvir. O cortejo, que teve a companhia de apenas alguns corajosos, terminou junto da sede da Associação Recreativa da Granja, onde se pegou fogo ao morto e comeu-se o chouriço, num animado convívio após uma noite de mal dizer.

Quadras:

Boa noite,
Vamos dar início ao Enterro do sr. Entrudo, isto é uma brincadeira que não devem levar a mal, porque são os restos do Carnaval.

Acabou o Carnaval
Já morreu o sr. Entrudo
O que dizemos não levem a mal
E para quem não está atento
A herança para todos é igual
Foi o que ele deixou em testamento.

Já morreu o sr. Entrudo
O Carnaval não tem idade
Ele enterrou o seu chouriço
Na direcção da Sociedade

Já morreu o sr. Entrudo
Ele que era um grande traficante
Ele enterrou o seu chouriço
No homem de O MIRANTE.

Já morreu o sr. Entrudo
Do Carnaval toda a gente gosta
Ele enterrou o seu choriço
No talho do Henrique Costa

Já morreu o sr. Entrudo
Nesta época de festa Bela
Enterrou o seu chouriço
No café da Anabela

já morreu o sr. Entrudo
Depois de viajar para a Argélia
Ele enterrou o seu chouriço
Na peixaria da Ofélia

Já morreu o sr. Entrudo
Ele não era nenhum amador
Ele enterrou o seu chouriço
No café do Salvador

Já morreu o sr. Entrudo
Este Carnaval foi catita
Ele enterrou o seu chouriço
Na nossa amiga Nita

Já morreu o sr. Entrudo
Quem não goste que se identifique
Ele enterrou o seu chouriço
No nosso amigo Henrique

Já morreu o sr. Entrudo
Foi um homem com muitas tontutas
Ele enterrou o seu chouriço
no sr. das Farturas

Já morreu o sr. Entrudo
Com um Carnaval agridoce
Ele enterrou o seu chouriço
Nos amigos da Spordoce

Já morreu o sr. Entrudo
Morreu com alguma arte
Ele enterrou o seu chouriço
Nos amigos da Triarte

Já morreu o sr. Entrudo
E acabou mais uma festa
Ele enterrou o seu chouriço
Nos elementos da Caça e Pesca.

Já morreu o sr. Entrudo
Deixou alguns pudores
Ele enterrou o seu chouriço
No bar da Sociedade dos Sabores

Já morreu o sr. Entrudo
Quando comia um prato de canja
Ele enterrou o seu chouriço
Em todos os habitantes da Granja.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1338
    14-02-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1338
    14-02-2018
    Capa Médio Tejo