Política | 02-12-2004 09:48

Chamusca define estratégias para o futuro

A Assembleia Municipal da Chamusca aprovou o projecto “Chamusca XXI”, um documento elaborado pelo executivo municipal que pretende lançar uma estratégia integrada de desenvolvimento social e económico para o futuro do concelho.Para além de ser um documento aberto que o executivo pretende que tenha um suporte de todas as entidades e organizações que actuam no concelho nos diversos sectores de actividade, Chamusca XXI identifica vários problemas da área social, económica e empresarial e mostra algumas vias para a sua rectificação a médio e longo prazo. Outra das grandes opções visa o aproveitamento das oportunidades que se colocarão ao concelho da Chamusca com as novas acessibilidades e pela mais que provável construção do CIRVER – Centro Integrado de Recuperação, Valorização e Eliminação de Resíduos Perigosos, que “será determinante para o arranque definitivo do Parque-Eco, tornando-o assim um projecto estruturante para o concelho”, referiu o presidente da Câmara, Sérgio Carrinho (CDU).Também para o desenvolvimento do projecto, a autarquia adquiriu já um edifício que vai transformar em centro de inovação e competitividade empresarial, que tem como objectivo principal proporcionar o desenvolvimento económico e empresarial sustentado. Estabeleceu um contrato de comodato para utilização do antigo edifício do “Montepio Chamusquense” para nele instalar um centro de inclusão social. Também no antigo quartel da GNR vai funcionar um centro de formação e educação social.O projecto foi muito bem aceite por todas as forças políticas.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo